Quem Somos

Só existe uma maneira de fazer algo bem feito. É fazer com amor, com todo o coração, com a naturalidade que vem de estar feliz fazendo o que se propõe a fazer. É desta maneira que nós, da Morgado Expedições, desenhamos e guiamos as viagens que organizamos. Somos apaixonados por montanha e fazer trekkings e escaladas é o que nos realiza. Tanto assim que quando não estamos guiando podemos ser encontrados caminhando pelas trilhas dos Himalaias, escalando as lindas montanhas da Bolívia ou do Peru ou treinando para escalar alguma das montanhas com mais de 8.000 metros. E sentindo-nos assim, nada mais natural do que desejar dividir o que vivemos com outras pessoas. Em 1992, a Morgado Expedições nasceu (com outros nomes e propostas ligeiramente diferentes) e nestes muitos anos já ajudou a centenas de pessoas a descobrirem a magia de estar frente a frente a algumas das mais lindas montanhas do planeta em quatro continentes. Mas, parte do encanto de explorar estas majestosas cordilheiras e entrar em contato com as culturas que habitam essas regiões. Seria uma pena estar em um pequeno vilarejo em uma região remota no Nepal e estar focado apenas nas montanhas ao nosso redor. Procuramos dividir com nossos clientes o que aprendemos nesses muitos anos nestas regiões e os finais de tarde na barraca refeitório ou nos lodges são excelentes oportunidades para longas conversas sobre hinduísmo, budismo, costumes locais e maneiras diferentes de ver a vida. Com muitos anos e quilômetros viajados temos uma grande bagagem de experiências que amamos compartilhar com nossos clientes.

 

Venha com a Morgado Expedições - ME explorar e deslumbra-se com as montanhas do mundo!

 

Manoel Morgado

Para Manoel Morgado viajar sempre foi parte integral de sua vida. Desde muito jovem aventurou-se primeiro pelo Brasil e depois pelos países da América do Sul. Em 1980 formou-se em medicina e fez especialização em pediatria, mas antes de começar a trabalhar seguiu para uma longa viagem de dois anos de duração pela Europa e Ásia e este ano na Ásia acabou sendo determinante em sua história de vida. Voltando ao Brasil trabalhou como pediatra por cinco anos, mas acabou percebendo que necessitava unir trabalho com viagens e voltou para a Ásia onde viajou por outros três anos. Em 1992 abriu sua primeira empresa de turismo levando brasileiros para viajar pelos lugares que amava. Desde então guiou centenas de pessoas por inúmeros países. Em sua convivência com as culturas asiáticas acabou entrando em contato com yoga, meditação e budismo que influenciaram profundamente sua maneira de ver o mundo. Também teve a oportunidade de praticar vários esportes de aventura como kayaking, rafting, ciclo turismo, escalada em rocha e em gelo. Mas estar rodeado por montanhas nevadas é o que faz com que se sinta mais realizado. Manoel já escalou dezenas das principais montanhas do mundo incluindo as mais altas da América do Sul (Aconcágua), da América do Norte (McKinley), da Europa (Elbrus), da África (Kilimanjaro), da Oceania (Kosciuszko), além das mais altas da Bolívia (Sajama) e do Equador (Chimborazo), do Irã (Damavand). Em setembro de 2009 escalou o Cho Oyu, (8201 metros), a sexta mais alta montanha do planeta, e em maio de 2010 colocou os pés no cume do Everest tornando-se o oitavo brasileiro a lograr este feito. Em dezembro de 2011 concluiu a escalada da montanha mais alta de cada continente, o chamado Sete Cumes (Seven Summits), tornando-se o segundo brasileiro a conquistar este feito. Em março de 2012 lançou seu primeiro livro - Sonhos Verticais - contado suas escaladas do Cho Oyu e Everest e nos anos seguintes publicou mais dois livros, “Manaslu, em busca dos meus limites” e “Sete Cumes, uma vida nas montanhas”. Atualmente divide seu ano entre estar nas montanhas em suas expedições pessoais e os grupos que guia e seu veleiro “Good Karma” fazendo a circunavegação do planeta.

Agnaldo Gomes

Agnaldo Gomes é formado em Geografia pela PUC - São Paulo. É guia de montanha há 15 anos e pratica esportes outdoor há 25. A paixão pelas montanhas nasceu nas aulas de Geografia, quando cursava o ensino médio e, desde então, o amor pelas montanhas e a necessidade de estar ao ar livre somente aumentou. Tem em seu currículo expedições em alta montanha, travessias de bicicleta e caiaque oceânico.

Em 1990 fez sua primeira expedição em altitude, no Aconcágua, na Argentina. Realizou cursos de escalda em rocha, gelo e primeiro socorros.
Participou e liderou expedições nas montanhas mais altas de vários países, entre elas o Aconcágua, na Argentina, Huascaran e Pisco, no Peru, Cotopaxi, Illiniza e Chimborazo, no Equador, Huyana Potosi, Pequeno Alpamayo, Illimani e Sajama, na Bolívia, Elbrus, na Rússia, Kilimanjaro, na Tanzânia e o Island Peak, no Nepal. Em setembro de 2013 participou de uma expedição ao Cho Oyu, a sexta mais alta montanha do planeta, com 8201 metros, localizado na fronteira do Nepal com o Tibete. Alcançou o cume no dia primeiro de outubro e se tornou um dos poucos alpinistas brasileiros a ter escalado uma montanha com mais de 8000 metros. Atualmente divide seu trabalho administrando sua empresa e trabalhando como guia para a Morgado Expedições. Como próximos desafios, Agnaldo tem a escalada do Pico Muztagata, com 7546 metros, no noroeste da China, o Ama Dablam, no Nepal, o McKinley, no Alasca, considerada a montanha mais fria do mundo, e o Monte Everest, no Nepal, com 8850 metros de altitude e ponto culminante do planeta.

Luiz Simões

Luiz Simões deixou os estudos de biologia para ser fotógrafo. Depois de alguns anos trabalhando em estúdio decidiu dedicar-se a viajar e por 5 anos não teve moradia fixa conhecendo diversos países na Ásia, África, Europa e América. Antes de fixar sua residência em Barcelona, Luiz tornou-se um grande adepto do ciclo turismo. Na década de 80 realizou sua primeira viagem em bicicleta, percorrendo 2 mil quilômetros por Marrocos. Depois de muitos estudos e preparativos realizou a mais difícil de suas viagens: a travessia da Argélia em solitário, pedalando 5 mil quilômetros pelo Sahara, até as regiões do Hogar e do Tassili n'Ajjer, com trechos de 300 quilômetros sem água e de até 16 dias sem cidades. Em sua primeira viagem ao Himalaia, em 1989, conheceu Manoel Morgado. Um mês e meio de pedaladas cruzando passos a mais de 4 mil metros de altitude entre Kashmir, Ladakh e Zanzkar os converteu em eternos amigos.

Ao longo de 25 anos Luiz pedalou mais de 50 mil quilômetros por rotas como a Transahariana, Tamanrrasset-Djanet, Kashgar-Lhasa- Katmandu, Karakorum Highway, Zanzkar, Srinagar-Leh- Manali, Patagônia, os salares de Uyuni e de Atacama ou Douz-KzarGhilane na Tunísia. Suas viagens se publicaram em revistas do Brasil, Espanha e Inglaterra. Em 1988 Luiz estagiou por varias semanas na fábrica de bicicletas que patrocinou algumas de suas viagens e durante 1994 foi assessor de ciclo turismo da Evans Cycles, a maior rede de lojas de bicicletas de Londres. 

Em 2012 Luiz entra para a equipe da Morgado Expedições, na área administrativa além de guiar as viagens dos Pirineus, ciclo turismo na Lapônia no inverno e o trekking no Ladakh.

Milton Marques

Milton é brasileiro e vive na Argentina há mais de seis anos. Sempre foi apaixonado por esportes de aventura e há 13 anos trabalha no ramo.

É instrutor da Outward Bound Brasil (OB Brasil) desde 2002, comandando expedições em diversos cursos para adultos e jovens, os quais desenvolvem temas como liderança, formação de educadores ao ar livre e de desenvolvimento pessoal. Atua também como instrutor em diversos cursos dentro de programas de ação social e que atendem jovens em situação de risco social. Liderou durante quatro anos expedições outdoor, com grupos WCE – World Challenge Expedition no Brasil. Realizou também expedições de reconhecimento de lugares para operações de novos itinerários e tem experiência na organização e manutenção de ferramentas e equipamentos esportivos. É também instrutor de Curso de Orientação e Navegação Terrestre.

Participou de diversos cursos, sendo os mais importantes: Curso de Busca e Resgate em Avalanche, Curso de Escalada em Rocha e Artificial, Curso de Escalada em Gelo e Neve, Curso de Resgate em Montanha, Curso de Primeiros Socorros.

Trabalha como guia de alta montanha tendo realizado trabalhos nas mais altas montanhas da América

do Sul (Aconcágua, Cordon del Plata, Vulcão Lanín, Huascaran, Pisco, Huayna Potosi, Condoriri e Cerro San Lorenzo entre outros), além de vários trekkings na região de Chaltén, Usuaia e Calafate (Argentina), na Bolívia (Cordillera Real) e no Peru (Huayhuash, Cordillera Blanca, Machu Picchu). No Brasil, fez trabalhos na Serra dos Órgãos, Serra Fina, Serra dos Marins e Itaguaré, Serra da Mantiqueira e Serra do Marumbi. Participou da expedição ao Mont Blanc, na França e ao Manaslu, a oitava mais alta montanha do planeta, no Himalaya. No Nepal, fez o trekking ao Campo Base do Everest. No Equador, escalou os vulcões Cotopaxi, Chimborazo e Caiambe. É formado como Instrutor em Wilderness First Responder e ministra cursos de primeiros socorros para áreas remotas. Trabalha como guia para a Morgado Expedições ministrando cursos de escalada em neve e gelo e guiando expedições ao Aconcagua.

Lisete Florenzano

Lisete é formada em Engenharia Mecânica pela USP, com mestrado no Departamento de Materiais, na mesma Universidade. Seu interesse por culturas e filosofias acabou levando-a ao yoga, sua filosofia de vida.

Sempre esteve ligada a esportes outdoor e viagens e isto se tornou seu estilo de vida quando, em 97, começou a escalar em rocha no Cuscuzeiro. Nessa época foi, por dois anos, instrutora de escalada em rocha e guia de ecoturismo em Analândia. Em 98 foi sozinha ao Nepal, a viagem mais marcante de sua vida. Passou três meses nesse país, fazendo trekkings, conhecendo as cidades históricas e a cultura local, além de cursos de meditação e estudos budistas no mosteiro de Kopan. Fez também importantes viagens pela Austrália e Nova Zelândia, onde passou 10 meses viajando de bicicleta e escalando em rocha, pela Argentina, Tailândia, Bali, China, Grécia, França, Espanha, USA, sempre com o intuito de integrar atividades outdoor, desenvolvimento pessoal e descoberta de novas culturas.

Em 2010 entra para a equipe da Morgado Expedições como guia de trekking e escalada em montanha. Desde então já fez 6 trekkings ao Campo Base do Everest, além do Annapurna e Manaslu também no Nepal, trekkings no Marrocos e Mongólia. Escalou o Monte Tubkal (4.160m) no Marrocos, Kilimanjaro e o Monte Khuiten (4.374m) na Mongólia, tornando-se a primeira brasileira a escalar esta montanha.

Participou da expedição ao Aconcagua e ao Cordon del Plata escalando vários cerros da região, ao Mont Blanc e Mt. Elbrus. Em 2014 começa a trabalhar com educação ao ar livre, levando adolescentes em expedições na Serra da Mantiqueira. 

Participou dos cursos de Mountaineering and Leadership, Rock and Ice climb, nos USA (International Wilderness Leadership School) e curso de Escalada em Gelo e Neve na Argentina, com Milton Marques. Tem certificação internacional em Wilderness First Responder (WFR), pela WMAI.

Em 2013 entrou para o seleto grupo de escaladores brasileiros a culminar uma montanha com mais de 8.000m, tornando-se assim a quarta brasileira a escalar um dos gigantes do Himalaia, o Cho Oyu, com 8.201m.

Katherine de las Nieves

Filha de um casal venezuelano - espanhol e chilena por escolha, encarna com perfeição uma vida multi cultural tendo sido criada com uma visão de mundo ampla e tendo viajado muito desde sua infância.
É formada em arqueologia, o que sem dúvida contribuiu para sua paixão pelas interações culturais. Sua curiosidade em viajar e conhecer novos lugares e culturas a leva a trabalhar como comissária de bordo por vários anos com a Lan Chile.
Descobriu seu gosto pelas montanhas após ter escalado o vulcão Villa Rica em Pucón no ano 2000. Depois disso faz seu primeiro trek de longa duração no Peru ao percorrer o clássico Caminho Inca a Machu Pichu.
No ano 2002 busca formação especializada na prestigiosa escola de montanha NOLS na Patagônia onde realiza seu primeiro curso de montanha.
É apaixonada por esportes de aventura como snowboard, mergulho e escalada de rocha, mas o trekking é o que faz seu coração bater mais forte e se converteu em sua espacialidade. Percorreu inúmeras trilhas em mais de 15 países e escalou montanhas como o Kilimanjaro, o mais alto da África, o Elbrus, o mais alto da Europa, o Ararat, o mais alto da Turquia e o Damavand, o mais alto do Irã. Anualmente realiza várias expedições e viagens exploratórias para organizar novos roteiros para Morgado Expedições.
Em 2016 começou um novo desafio ao fazer um curso intensivo de vela e navegação. Obteve a certificação da ASA (American Sailing Association) que a habilita a navegar em veleiros privados. Desde então divide seu tempo entre velejar e as montanhas. 
Sempre buscando aprimorar seus conhecimentos, em março de 2017 fez um curso intensivo de 10 dias, onde obteve a certificação de primeiros socorros (Wilderness First Responder - WFR) ao ar livre com a prestigiosa escola americana de montanha e outdoor NOLS.

Gregory Attard

Gregory Attard, 40 anos, nasceu em Malta, se formou em medicina e se especializou em emergência e medicina de “outdoors”. Ele é um apaixonado por aventuras e um ávido montanhista. Seu amor pela aventura o levou aos cantos mais remotos do planeta. Nos últimos anos escalou e guiou as montanhas mais altas do mundo. Foi o primeiro maltês a escalar o Cho Oyu em 2009 e o Everest em 2010. Voltou dois anos depois ao Everest, desta vez guiando um grupo de clientes pela face tibetana. Escalou outras duas montanhas acima de 8.000 metros, o Gasherbrum 1 e o Gasherbrum 2 no Paquistão atingindo o cume com um intervalo de menos de uma semana. Escalou seis dos Sete Cumes e está em seus planos completar os Sete com a escalada do Vinson na Antártica. Nos últimos anos tem se dedicado ao campo da medicina de “outdoors” e em especial em medicina de montanhas e tem também participado de várias expedições como médico. Neste ano escalou o difícil Makalu no leste do Nepal, a quinta mais alta montanha do planeta, sozinho, sem sherpas e sem oxigênio.

Saverio Mennella

Nasceu na Itália, mas mudou-se para Amsterdam aos 21 anos. Por toda sua vida ensinou e jogou tênis profissionalmente. Sua outra grande paixão sempre foi viajar pelo mundo todo embora goste particularmente da Ásia por onde viajou por mais de 10 anos. Ama descobrir culturas diferentes, encontrar pessoas e paisagens pouco visitadas. Sua paixão pelas montanhas só é ultrapassada por tudo que se refere a Myanmar (Birmânia) onde já esteve 14 vezes. Fala fluentemente holandês, italiano, inglês, japonês e Bahasa, a língua falada na Indonésia. Há 10 anos vive no Havaí onde é técnico de tênis da seleção da Universidade do Havaí. Sua motivação para mudar-se para o Havaí foi estar em contato mais próximo com a natureza e onde pode surfar, fazer caminhadas pelas muitas trilhas e fazer mountain bike.

Guia as viagens da Morgado Expedições do Havaí, a viagem de kayak oceânico em Raja Ampat e a viagem de trekking no Japão.

Sergio Gómez Sainz

Formado em biologia, mas guia de montanha como profissão e paixão, Sergio trabalha há mais de 20 anos nas montanhas da Bolívia, seu país natal, mas também no Chile, Argentina e Europa. É guia certificado internacionalmente UIAGM / IFMGA (Union Internationale des Associations de Guides de Montagnes) / (International Federation of Mountain Guides Association) e é o diretor da Escola de Guias Instrutores de Montanha da Bolívia.

É apaixonado por sua família, seu país, por atividades ao ar livre, por explorar novos destinos, levar seus clientes a novas fronteiras e viver com eles as experiências da montanha.

Sua equipe de guias de montanha é composta por profissionais extremamente competentes todos certificados pela UIAGM tornando seus cursos de escalada em neve e gelo experiências seguras, instrutivas e divertidas.