Escalada do Monte Elbrus

Guia desta viagem

Lisete Florenzano

Lisete é formada em Engenharia Mecânica pela USP, com mestrado no Departamento de Materiais, na mesma Universidade. Seu interesse por culturas e filosofias acabou levando-a ao yoga, sua filosofia de vida.

Sempre esteve ligada a esportes outdoor e viagens e isto se tornou seu estilo de vida quando, em 97, começou a escalar em rocha no Cuscuzeiro. Nessa época foi, por dois anos, instrutora de escalada em rocha e guia de ecoturismo em Analândia. Em 98 foi sozinha ao Nepal, a viagem mais marcante de sua vida. Passou três meses nesse país, fazendo trekkings, conhecendo as cidades históricas e a cultura local, além de cursos de meditação e estudos budistas no mosteiro de Kopan. Fez também importantes viagens pela Austrália e Nova Zelândia, onde passou 10 meses viajando de bicicleta e escalando em rocha, pela Argentina, Tailândia, Bali, China, Grécia, França, Espanha, USA, sempre com o intuito de integrar atividades outdoor, desenvolvimento pessoal e descoberta de novas culturas.

Em 2010 entra para a equipe da Morgado Expedições como guia de trekking e escalada em montanha. Desde então já fez 6 trekkings ao Campo Base do Everest, além do Annapurna e Manaslu também no Nepal, trekkings no Marrocos e Mongólia. Escalou o Monte Tubkal (4.160m) no Marrocos, Kilimanjaro e o Monte Khuiten (4.374m) na Mongólia, tornando-se a primeira brasileira a escalar esta montanha.

Participou da expedição ao Aconcagua e ao Cordon del Plata escalando vários cerros da região, ao Mont Blanc e Mt. Elbrus. Em 2014 começa a trabalhar com educação ao ar livre, levando adolescentes em expedições na Serra da Mantiqueira. 

Participou dos cursos de Mountaineering and Leadership, Rock and Ice climb, nos USA (International Wilderness Leadership School) e curso de Escalada em Gelo e Neve na Argentina, com Milton Marques. Tem certificação internacional em Wilderness First Responder (WFR), pela WMAI.

Em 2013 entrou para o seleto grupo de escaladores brasileiros a culminar uma montanha com mais de 8.000m, tornando-se assim a quarta brasileira a escalar um dos gigantes do Himalaia, o Cho Oyu, com 8.201m.